Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
ptenfres
Página inicial > Notícias > DCTA comemora o Dia da Intendência da Aeronáutica
Início do conteúdo da página

Nesta segunda-feira (23), o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) celebrou o 76º Dia da Intendência da Aeronáutica. A cerimônia militar presidida pelo Vice-Diretor do DCTA, Major-Brigadeiro do Ar Ricardo José Freire de Campos, contou também com a presença do Tenente-Brigadeiro do Ar Antônio Carlos Egito do Amaral, Ex-Diretor-Geral do DCTA e outras autoridades militares.

Durante a solenidade foi entoada a canção da Intendência e dado destaque para o Oficial Intendente mais antigo da Guarnição de Aeronáutica de São José dos Campos (GUARNAE-SJ), o Coronel Intendente Ronald José Pinto, Chefe do Grupamento de Apoio de São José dos Campos (GAP-SJ).

“Sentimento de orgulho e satisfação por poder contribuir com o desenvolvimento tecnológico da Força e do país, oferecendo o suporte necessário para a realização das pesquisas no nosso Campus”, ressalta o Coronel Ronald.

Na Ordem do Dia em comemoração à data, o Diretor de Administração da Aeronáutica, Major-Brigadeiro Intendente Mauro Fernando Costa Marra, enalteceu a atividade executada pelos integrantes da Aeronáutica. “Neste momento de celebração, voltamos nossas palavras de carinho e reconhecimento a todos os homens e mulheres de intendência, militares e civis, dos mais variados quadros e especialidades, que, juntos e integrados, dedicam suas vidas, conhecimentos e experiências, para que tenhamos, cada vez mais, uma força aérea moderna, vibrante e eficiente”, conclui.  

DCTA e Intendência

Criada em 1945, a Intendência é responsável por dar suporte logístico as atividades da Força Aérea Brasileira (FAB). Trata-se de uma área que atua nas mais variadas atividades, são elas: Administração, Contabilidade, Finanças, Subsistência, Direito, Gestão de Projetos, entre outras. O Oficial Intendente exerce um trabalho contínuo focado nos princípios da administração pública, que visam o cumprimento da missão Institucional da FAB.

No DCTA, organizações como o GAP-SJ e a Prefeitura de Aeronáutica de São José dos Campos (PASJ) são as responsáveis por prover o suporte administrativo necessário as 14 Organizações Militares que fazem parte da GUARNAE-SJ e seus integrantes.

Na PASJ, a atividade de Intendência depende do empenho e esforço de todos, além dos oficiais da área, servidores civis, oficiais de outros quadros, graduados e praças são parte essencial para o bom andamento e consecução das atividades.

 “A administração de Próprios Nacionais Residenciais (PNRs) requer esforço multidisciplinar e o efetivo da PASJ busca continuamente aprimorar seus processos, de modo a superar as diversas dificuldades encontradas, atendermos de forma eficiente os permissionários”, aponta o Tenente-Coronel Intendente Wagner de Almeida Vitória, Prefeito de Aeronáutica de São José dos Campos.

O Oficial complementa falando de seu sentimento de satisfação de fazer parte de um grupo essencial. “Um conjunto de pessoas cujo trabalho sustenta toda a estrutura do Comando da Aeronáutica (COMAER), do atendimento hospitalar às operações aéreas, passando pelo ensino, pesquisa, preparo, controle e toda a gama de atividades da Força Aérea”.

No GAP-SJ, as atividades exercidas pelos intendentes envolvem desde a aquisição e contratação de serviços, fornecimento de alimentação para o efetivo ao apoio na área de pessoal e controle interno. “A Intendência se faz importante, pois oferece um suporte adequado e eficiente, de forma a permitir que o DCTA possa concentrar suas energias nos Projetos de Desenvolvimento Tecnológico, sabendo que pode contar com a dedicação dos Intendentes”, afirma o Comandante do GAP-SJ, Coronel Ronald.

Além dessas Organizações que atuam no pleno suporte administrativo, o DCTA tem em seu escopo também a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), que atua na gestão dos projetos de desenvolvimento, aquisição e modernização de materiais e sistemas aeronáuticos para o COMAER.

De acordo com a Major Intendente Carolina Cavalcante Rodrigues, Chefe da Subdivisão de Contratos da COPAC, “o assessoramento e acompanhamento dos Contratos e Acordos de Compensação da COPAC exigem de seus Oficiais Intendentes um alto grau de comprometimento e estudo, na busca de soluções transformadoras para questões desafiadoras, dentro dos limites legais, que permitam o desenvolvimento dos Projetos gerenciados pela COPAC e o atingimento dos objetivos da Força Aérea, levando o Brasil a novos patamares tecnológicos”.

Vale ressaltar o trabalho realizado pela COPAC na gestão de dois grandes projetos estratégicos da FAB, o F-X2, da aeronave F-39 Gripen, e o KC-X, do KC-390, ambos reconhecidos internacionalmente e, responsáveis por possibilitar o avanço da capacidade Operacional da FAB e o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa do Brasil.

 “A prestação dos Serviços de Intendência permeiam os dois principais projetos da COPAC, porque exercem a importante função de planejar e executar as aquisições em favor do Comando da Aeronáutica, atentando não só para a fundamentação dos especialistas envolvidos (Oficiais aviadores, engenheiros, da área logística), bem como para a comprovação da correta execução dos atos administrativos realizados”, ressalta o Coronel Intendente Luiz Eduardo Restum Henriques, Chefe da Divisão de Finanças e Contratos.

Formação

O Oficial Intendente inicia sua formação na Academia da Força Aérea (AFA). Durante quatro anos, os cadetes intendentes recebem instruções militares de formação básica e cursam o bacharelado em Administração, com ênfase em Administração Pública, além de Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica.

Ao final do curso, são declarados Aspirantes a Oficial e direcionados para as diversas Organizações Militares da FAB, distribuídas por todo o Brasil. Além disso, os militares também participam do Curso Prático para Aspirantes a Oficial Intendente (CPAINT).

Para a Aspirante Gabriela Letícia de Melo, Adjunta da Seção de Serviços Especiais (SSE) do GAP-SJ e recém chegada ao DCTA, está sendo um desafio colocar em prática o que aprendeu na Academia. “São muitos aprendizados novos: lidar com pessoas, gerenciar várias atividades simultaneamente, conhecer pessoas novas, utilizar os vários sistemas da FAB. Espero que seja uma experiência engrandecedora para a carreira”, declara.


Fonte: DCTA, por Tenente Larissa Santos
Fotos: Agência Força Aérea e DCTA

Fim do conteúdo da página